segunda-feira, 14 de junho de 2010

Seu melhor amigo

Fim de tarde, muitas nuvens, sem trânsito, poucas pessoas, de preferência ninguém, quem sabe um destino, nenhuma pressa, nenhuma preocupação, nem quente, nem frio, vento.

Ás vezes o dia está assim, estranho, tudo ao redor parece mergulhado em silêncio e solidão, uma calma e vastidão reina sublime. Mas para ele, esse é o dia perfeito para sair de casa.

Enquanto caminha lento pelas ruas largas e vazias, uma acolhedora sensação de calma e paz invade e o envolve ao todo. Sente que quando não há estranhos ao redor, as casas, as árvores, os pássaros e cada traço que compõem o cenário daquela cidade se sobressaltam, cada detalhe fica incompreensivelmente especial e encantadoramente vivo.

Quando não há automóveis fazendo constante barulho, pedestres transitando apressados, olhares maldosos ou curiosos, aquele rapaz se sente livre para tornar-se novamente um menino, andar degustando de cada passo avançado, parar abruptamente e ali ficar observando qualquer inseto que estivesse a voar, tentar subir nas árvores da calçada, ou até mesmo deitar tolamente no meio da rua, sentindo o calor do asfalto esquentar-lhe confortavelmente as costas.

Se quiser pode até imaginar que é a última pessoa do planeta terra.

Não sabe ao certo se essa mania é uma coisa boa ou ruim, mas também pouco o importa, vivera o suficiente para saber que cada pessoa tem sua esquisitice, essa é só mais uma de suas peculiaridades.

Gosta de pensar que não é o único em suas preferências, que há pessoas, perto ou distantes que também se divertem em uma rua vazia, que não precisam de agito ou euforia para sentirem-se plenamente felizes.

Ele apenas precisa encontrá-las...

Se você é uma delas, peço que entre em contato com esse rapaz, creio que vocês podem ser grandes amigos.

Talvez você já o conheça, mas se não, e se quiser conversar com ele:

Aqui você pode encontrar esse rapaz!

( Juro que não é vírus !)

7 comentários:

  1. eu sou ele??? *-*
    (mas acho q naum precisaria clicar para saber, pois me encontre no texto, pra ser sincera, minha alma ainda estah sorrindo pela leitura)
    Cara!!!Acho q vou sair um pouco dah frente do pc e ir lah fora...

    ResponderExcluir
  2. quero te convidar para conhecer e participar do projeto Papéis de Circunstâncias
    http://papeisonline.blogspot.com/

    grande abraços

    ResponderExcluir
  3. Maria, que legaal :D:D
    Quando leio certas coisas também faço isso! haha

    -
    Oi, valeu pelo convite!
    Não sou mt boa em poemas, mas posso tentar rs
    Abrço

    ResponderExcluir
  4. =D uow!

    eu sabia que eu não era a unica doida a fazer isso tipo de coisa, alias loucura é relativo né? se todo mundo fizesse isso, seria loucura vc andar apressado! rs

    mas eu gosto de fugir dessa coisa toda de cotidiano e as vezes desviar o meu foco em algo que geralmente não dá tempo de perceber no tal do "trabalho, trabalho, trabalho".

    estamos tao sobrecarregados de mesmice né? de fazer tudo igual .... muito triste.

    =D mas nós fugimos em uma boa leitura ou outra, como essa! ;D

    ah so uma coisa, para ser chata:

    se a pessoa não tivesse orkut? ela não ia entender o moral da historia...

    (ok todo mundo tem orkut, rs) =p

    niemi.

    ResponderExcluir
  5. niemi!
    sobrecarregados demaaais, e olhe que ainda somos tão jovens... -.-

    aah, haha, verdaaade! boa observação!
    infelizmente a compreensão das coisas quase sempre tem suas restrições,né...rs

    Mas pra quem não tem orkut (não está perdendo muita coisa) e se tivesse, o link ia dar na sua própria página perfil... rs

    abrç

    ResponderExcluir
  6. pqp eu sou a pessoa mais lenta do mundo oO'
    tava ali encima "carregando..." e fiquei esperando ateh perceber q vc msm tinha escrito ahuahuahhuahuah :D

    Bjs

    ResponderExcluir